domingo, 27 de dezembro de 2009

Cinema em Porto Alegre Antigo



SALAS DE CINEMA EM PORTO ALEGRE

Companhia Atlântida

Companhia Vera Cruz

Cinema Gaúcho

Porto Alegre sempre teve o privilégio de ser bem servida de salas de diversão e entretenimento, grandes e pequenas, nos bons tempos, do improviso, das casas residenciais, no início das apresentações em circos, dos cafés, dos cine theatros, dos cinemas de calçada, das grandes platéias, do bodeville que se espalhavam por toda a cidade, do piano e da pequena orquestra; do cinema mudo e falado; do início acanhado ao conforto das salas; dos equipamentos; das festas, das pessoas; daCinelândia  (assim era chamada a Rua da Praia) pela quantidade de cinemas na região.

O tempo em que osCinemas ainda tinham os programas de tela, palco com shows ao vivo e cortinas de veludo que se tem notícia das primeiras salas de exibição nos bairros de Porto Alegre. 

Mostraremos um pouco do que foi e o que são as salas de exibição de cinema em Porto Alegre.

Para os que vivenciaram, reavivar a memória, 
Para os que não sabem, viver a história.

Bem Vindo!

Leia sobre o cinema daqui.
§*************§*************§
Cronologia do cinema em 
porto alegre
Locações, Theatros, Cine-Theatros, Cinemas
Salas de Apresentação, 3D, 4D

Século XIX

Em Paris, França


Em 1895 , este foi o cinematógrafo desenvolvido pelos Irmãos Lumiére, quando apresentaram o cinema nas bases em que ele é ainda hoje.
§*************§*************§


Em Porto Alegre, Brazil

Em 05.11.1896 é realizada a primeira apresentação de filmes na Rua dos Andradas, 319 (antigo), Francisco de Paola e Dewison apresentaram o Cinetoscópio ou "Scenomotographo", chamado por eles de "a última descoberta de Thomas Edison".
Projetaram os filmes:
1 - O Bosque de Boulogne,
2 -A Dança Serpentina e
3 - A Chegada do Trem na Estação de Lyon.

***

À esquerda: - Anúncio da Gazeta da Tarde da primeira apresentação de uma película cinematográfica em Porto Alegre.

À direita: - Fotografia da Rua dos Andradas (Rua da Praia) no trecho em frente à Praça da Alfândega. O ponto vermelho na fotografia mostra exatamente o prédio onde se localizava a Drogaria Jouvin que sediou o evento. O local corresponde mais ou menos onde hoje se localiza o edifício do atual Clube do Comércio.

O jornal Gazeta da Tarde informa que iniciam nesta data as apresentações do "Scinomatographo" de Francisco de Paola e S. Dawis as 16h e 30 min na Rua dos Andradas (Rua da Praia), no 349 (antigo).

Cinetoscópio

O Kinetoscópio, foi o primeiro equipamento desenvolvido por Thomas Edison para a visualização de filmes. Era equipamento de uso individual e não projetava as imagens.

Thomas Edison

O Kinetofone agregava a possibilidade de ouvir sons simultaneamente com o desenrolar do filme. Era dotado de uma espécie de fone de ouvido.

Francisco de Paola S. Xavier

Francisco de Paola S. Xavier, foi o responsável pela primeira exibição de cinema realizada em Porto Alegre.

Após alguns dias em Porto Alegre segue para a cidade de Pelotas-RS onde em 26 de novembro de 1896, faz apresentações com seu "Cinematógrafo".

Rua dos Andradas junto à Praça da Alfândega
As duas fotos mostram a mesma rua de dois ângulos opostos:
A esquerda: mostra a vista para nordeste (o prédio claro à esquerda junto à praça é o do Cine Central).
A direita, a vista para sudoeste (em foto tirada de cima do Cine Central).

Rua da Praia - 1925

Foi nesse trecho da Rua dos Andradas que se iniciaram as projeções de filmes em 1896 e onde ficava localizada a 1a. sala fixa de cinema, o Recreio Ideal em 1908.

 Rua da Praia - 1925
§************§************§

Em 06/Nov/1896 O jornal A República reporta que Francisco de Paola e Dewison exibiram no dia anterior o "Scinomatographo" na rua dos Andradas (rua da Praia) em frente ao ponto dos bondes.
Os filmes apresentados eram:
''A Chegada de um Trem", "O Bosque de Boulogne" e "A Dança Serpentina".
Este último filme foi o que mais agradou ao público.

Em 07/Nov/1896 A Gazeta da Tarde informa que a apresentação de fotografia animada , o "cinematographo" de G. Renouleau ocorrerá as 19 horas na rua dos Andradas (rua da Praia), nº 230 (antigo).

Em 08.11.1896 Georges Renouleau, volta a Porto Alegre como empresário cinematográfico e realiza a segunda exibição de cinema em Porto Alegre:
"O Carroção", "Uma Criança Brincando com Cachorros" e "Exercício de Equitação por Militares".

O Correio do Povo reporta que recebeu convite de G. Renouleau para a exibição de seu aparelho de fotografia animada nesta data, as 19 horas na na rua dos Andradas , nº 230 (antigo).

Georges Renoleau era fotógrafo de profissão
Em 1870 Georges Renoleau esteve estabelecido em Porto Alegre com um estúdio fotográfico na rua Marechal Floriano (Rua de Bragança) nº 196.
Por volta de 1890 muda-se para São Paulo onde monta um estúdio e casa com a filha de outro fotógrafo, o frances Jules Martin.

Em 10/Nov/1896 O jornal A República traz notícias somente das exibições do Sr. Renouleau, sendo 1 mil reis (1$000) o preço do ingresso por pessoa.

Em 1896 O aparelho denominado Biógrafo Aperfeiçoado, foi desenvolvido originalmente por Herman Casler e trabalhava com filmes de bitola 60mm.
Foi largamente utilizado durante alguns anos sendo que alguns exibidores o trouxeram a Porto Alegre por volta de 1900.

Em 24.07.1897 O ilusionista e prestidigitador Faure Nicolay se apresenta no Theatro São Pedro, junto a Praça da Matriz vindo com a sua Companhia de Zarzuela, mas o "cinematographo" exibido não era de boa qualidade.

Em 26/Jul/1897 O jornal A Federação, comentando o espetáculo, informa que o "cinematographo" exibido não era de boa qualidade e que o "Diaphorama Universal" também não agradou.
Nota:
Faure Nicolay esteve também em Curitiba, de 25 a 30 de agosto, apresentando o seu "Diaphorama" e o seu '"cinematographo" e nessa capital, o espetáculo foi elogiado.

Theatro São Pedro - 1898

Em 09.04.1898 A Companhia de Variedades do Theatro Lucinda, do Rio de Janeiro, estréia no Theatro São Pedro, apresentando o seu "Cinematographo Lumiére".
Notas:
1) Em 26/Abr/1898 O Jornal do Commércio informa que de Porto Alegre o cinematógrafo referido seguiria para São Leopoldo.

2) O Jornal A Reforma deste dia comunica que a Companhia de Variedades Dramáticas de Germano Alves vai se apresentar "hoje" no Theatro São Pedro, informa que o espetáculo agradou ao público e que o "Cinematographo Lumiére" foi muito aplaudido.

Em 1898 O Theatro Polytheama foi inaugurado nas esquinas da rua Voluntários da Pátria e rua Pinto Bandeira.

Neste lugar, bastante modificado pelos sucessivos aterros, encontra-se hoje o edifício Coliseu na Praça Osvaldo Cruz.
Muitas exibições de cinema ocorreram neste teatro.
O Polytheama teve vida curta pois consta que por volta de 1907 foi condenado pelos engenheiros por estar com as fundações de madeira apodrecidas.
Foi demolido em 1908.
Em seu lugar foi erguido em 1910 o primitivo cinema Coliseu (o antigo).

Em 1899 Fotografia do fotógrafo amador Herr Colembusch mostra o Theatro Polytheama um ano após a sua construção que ocorreu em 1898.

Theatro Polytheama, vista do Guaíba - 1899

Em 1899 apareceram outros aparelhos que projetavam "vistas animadas" nos Theatro São Pedro, Theatro Polytheama Porto-Alegrense no Café Guarany.

Século XX

Exposição Estadual de 1901
A Exposição Agroindustrial de 1901 foi realizada nos terrenos que ficam atrás da antiga Faculdade de Engenharia e atualmente ocupados por alguns prédios do antigo Campus da UFRGS.

Uma grande tela foi colocada nos fundos da Faculdade de Engenharia, em algumas noites, eram apresentadas películas cinematográficas.
Era um ambiente muito aprazível principalmente nas noites de verão e os espetáculos tinham afluência de grande público.

A Exposição Estadual foi realizada ao lado da Escola de Engenharia da UFRGS - 1901

Em 19.01.1901 Foi inaugurado o Theatro do Parque pelo Sr. Domingos Martins Pereira e Souza no recinto da Exposição Estadual de 1901, realizada no Parque da Redenção.

O Theatro do Parque realizava espetáculos ao ar livre como se pode observar pelas duas fotografias abaixo e muitas vezes eram montadas apresentações com cinematógrafo.
Mesmo com o término da Exposição Estadual o teatro continuou a promover espetáculos que, segundo registros, foram até 1912.

Theatro do Parque
Visita do Governador Borges de Medeiros, do Arcebispo de Porto Alegre Dom Claudio Ponce de Leon e comitiva ao Exposição Estadual de 1901

Em 26/Fev/1901 O Correio do Povo anuncia a estréia de um "cinematographo" no Theatro São Pedro, com exibições diárias, ao preço de 1$000 por pessoa. Nas galerias o preço era 500 réis.
Nota:
As exibições de filmes neste teatro foram realizadas até 1909 e sofreram protestos por parte de alguns redatores de jornais.
A fonte citada não especifica o motivo dos protestos. Essas críticas eram devidas ao fato do Theatro São Pedro estar sendo utilizado para projeção de filmes ao invés de apresentar peças teatrais.

Em 17.03.1903 Estréia do "Grande Internacional Biographo" ou "cinematographo aperfeiçoado" por José Barrucci no Theatro Parque, este teatro ficava próximo da Escola de Engenharia e do atual Parque da Redenção.

Vê-se o Velódromo, a Praça de Touros, durante a Exposição Estadual - 1901

Em 16/Mai/1903 Anúncio Correio do Povo:
Apresentação do Biógrapho Aperfeiçoado trazido a Porto Alegre pelo Empresário José Barrucci.

Biógrapho Aperfeiçoado

Em 17.01.1904 Apresentação do Cinematographo "O Admirável" na Praça da Alfândega, no. 311(antigo).

Em 14.08.1904 O "Cinematographo Grand Prix" começa a ser apresentado no Circo Americano, sem endereço anunciado.

Em 06/Out/1907 O Correio do Povo anuncia que a Empresa Guidot fará exibições do seu cinematógrafo no Salão da Bailante, na praça D. Pedro I (atual praça Mal. Deodoro).

Salão Bailante - 1900

Em 24.11.1907 O Jornal do Commercio reporta que a Empresa E. Degani exibirá o seu "Cinematographo Parisiense", na Praça de Touros existente na rua Concórdia (rua da Republica).

Em 11.01.1908 Estréia no Recreio Independência o "Cinematographo Pathé" da Empresa Chatain.

Em Fevereiro de 1908 O carnaval deste ano é filmado pelo fotógrafo Jacinto Ferrari, destacando a Sociedade Carnavalesca Esmeralda (sociedade tradicional de Porto Alegre), sendo que os filmes foram apresentados no Teatro São Pedro com bastante sucesso.

Em 20.05.1908 A sala Recreio Ideal rua dos Andradas, antigo no. 321 (em frente a Praça da Alfândega) apresenta sua 1a. sessão, dedicada à imprensa da capital.
Esta foi a 1a. sala fixa de cinema da cidade e era de propriedade de José Tours, representante de uma fabrica espanhola de aparelhos cinematográficos.
Os filmes apresentados foram:
"Chegada de Elliu Root ao Rio de Janeiro",
"Trechos do Rio de Janeiro",
"Funerais do Rei Dom Carlos e do Principe Real Dom Luis Felipe".


A notícia sobre a apresentação do dia 20 saiu no Correio do Povo do dia 21.
Nessa notícia, o jornal informa que o proprietário é o Sr. Tous (sic).

" ARTES E ARTISTAS" (Texto do Correio do Povo, grafia da época)

"Recreio Ideal – Como noticiamos, realisou-se hontem, a funcção que o senhor Tous, proprietário do Recreio Ideal, dedicára á imprensa. O salão está muito bem preparado e tem grande número de cadeiras. O apparelho cinematographico é, sem dúvida, o melhor que, até agora, veiu a esta capital, não se notando nas projecções a minima trepidação. Todas as fitas exhibidas agradaram, immensamente, sobretudo as que reproduziam a chegada de Elihu Root, ao Rio de Janeiro, diversos lindos trechos dessa capital e os funerais del-rei d.Carlos e do principe real d.Luiz Felippe.
Hoje, o público poderá gosar das diversões do Recreio Ideal, que funcciona á rua dos Andradas n. 321."


Recreio Ideal – 1914


A Foto acima mostra o prédio de dois andares ao lado do cine Guarany (lê-se a palavra “CINEMA” na lateral da marquise e "RECREIO IDEAL" na frente). 
Nesta época pertencia a Empresa Baterlô. 

A partir de 21.05.1908 O Recreio Ideal passou a apresentar "sessões à tarde" (matinês) para o público.

Em Julho de 1908 o Recreio Ideal passou a ser propriedade de Eduardo Hirtz e Cia. de Francisco Damasceno Ferreira e Eduardo Hirtz

Francisco Damasceno Ferreira

Adquiriu, juntamente com Eduardo Hirtz, o Recreio Ideal pouco tempo depois de sua inauguração.
Tornou-se uma figura muito popular na cidade principalmente entre os estudantes pois instituiu a “meia-entrada” e consta que foi carregado nos braços na Rua da Praia.

Emma Augusta Barth Besseler

Nascida na Alemanha, lecionava aulas de piano, era a pianista do Recreio Ideal, pois nesta época os filmes eram mudos. 
Francisco Damasceno e Emma Augusta Besseler se casaram, alguns de seus descendentes vivem em Porto Alegre (2012).

Conforme o Correio do Povo de 28/Mai/1909, o Recreio Ideal havia passado a funcionar na rua dos Andradas, no. 309, desde 27/05/2009.

No final de 1910 fechou por alguns meses para reforma e reabriu em Fevereiro de 1911.

Em 1917 O cinema Recreio Ideal passou a ser chamado de cinema Carlos Gomes.

O prédio foi demolido em 1927 para a construção do edifício do cinema Imperial.

Em 18/Abr/1931 passou a ser chamado de cinema Imperial

Em 16/Ago/1908 O Correio do Povo noticia a abertura do cinema Recreio Familiar, na rua dos Andradas, antigo no. 327.
Nota:
Segundo, ainda em 1908, esse cinema se mudou para a rua Voluntários da Pátria.

Em 05.09.1908 É inaugurado o cinema Recreio Familiar, da Empresa Filizio, na rua Voluntários da Pátria, nº 98.

Em 17.10.1908 Ocorre a abertura do cinema Recreio Moderno, na rua Demétrio Ribeiro, no. 267, no prédio onde funcionava o Café Aliança.

Em 18.10.1908 Exibição do "Cinematographo Rio Branco", na rua dos Andradas, nº 477.

Em 08.11.1908 Estréia do "Cinematographo Berlim", na rua dos Andradas, nº 305 (antigo).

Em 26.11.1908 Inauguração do cinema Variedades, em sessão fechada para experiência, da Empresa Lumiere, na rua dos Andradas, antigo nº 343.

Em 1909 No inicio deste ano, apenas o cinema Recreio Ideal permanecia em atividade, os demais haviam fechado suas portas.

Em 02.03.1909 Entra em operação o cinema Smart Salão, localizada na rua dos Andradas, no. 327 (antigo) perto da esquina com a rua Paissandu (rua Caldas Junior) onde depois foi construído o Grande Hotel.

O Correio do Povo de 06/Mar/1909 traz notícias sobre a inauguração do cinema Smart Salão.
 Conforme, com base em jornais da época, o Smart Salão ficava na rua dos Andradas no prédio do antigo Hotel Brasil, que ficava de frente para a Praça da Alfândega (ou Praça. Senador Florêncio).

Segundo Correio do Povo 19/Ago/2009:
a) O Hotel Brasil (localizado na rua General Câmara) mudou de nome para Grande Hotel em 1908;

b) O outro prédio que também se chamou Grande Hotel, na esquina da rua dos Andradas com a rua Paissandu (atual rua Caldas Junior), foi construído em 1924.
Nos anos 1970, o prédio do Hotel Central foi demolido, no seu lugar construiu-se o Rua da Praia Shopping.

Em 27.03.1909 Estréia no cinema Recreio Ideal o filme de curta metragem (duração de 4 min), um drama chamado "Ranchinho de Palha", diretor Eduardo Hirtz.
Notas:
1) Segundo, este foi o 1o. filme gaúcho de ficção, a abordar o homem do campo.
É baseado em um conto do escritor rio-grandense Lobo da Costa.

2) Segundo, os atores foram: Carlos de Araújo Cavaco e sua esposa Alcides Luppi, o Sr. Machado e Ernesto Weyrauch.

Em 06.10.1910 Inauguração do cinema Odeon rua dos Andradas, nº 447-449 (antigo), de propriedade de A. Lewis e Cia.
A sala possuía 170 poltronas (1a. classe) e 100 cadeiras de palha (2a. classe).
Os filmes apresentados nessa sessão inaugural foram:
"Fucino", "A Vingança de um Taverneiro", "Guilherme Rattcliff" e "Os Óculos da Bruxa".

Em 17.10.1910 Inauguração do cinema Coliseu (o antigo), na rua Voluntários da Pátria.
Segundo consta o cinema Coliseu funcionou no lugar do antigo Teatro Polytheama Porto-Alegrense.



Em 1911, inaugura o Salão Cosmopolita, endereço ?, no bairro Navegantes.

Em 1912, inaugura o Salão Democrata, endereço ?, no bairro Navegantes.
Nota:
Em 19/Fev/1914 O cinema promoveu em seus ambientes uma festa para a Rainha da Sociedade Carnavalesca Filhos das Ondas, a senhorita Hercilia de Gerone.

Em 1912 Inaugura o cinema Força e Luz, endereço?, no bairro Navegantes.

Em 1913 Surgem os primeiros cine-theatros que eram prédios e salas mais requintadas, com camarotes, balcões ou galerias, cadeiras no térreo.
O 1º foi o cine theatro Guarany.

Em 1913 Os teatros existentes em Porto Alegre estavam deficientes: 
Theatro São Pedro na praça da Matriz e o Theatro Eldorado (endereço ?) estavam em situação precária.
Theatro América (endereço ?) era um barracão de madeira.

Em 16.04.1913 Passa a funcionar o cinema Iris na rua dos Andradas, nº 230 (antigo).

Em 29.11.1913 É inaugurado o cinema Guarany orua dos Andradas em frente a praça da Alfândega,  prédio é um trabalho de vários escultores, entre eles o representante do barroco alemão, Jesus Maria Corona, em um prédio projetado pelo arquiteto alemão Theo Wiederspan.
Na inauguração a sala possuía 958 lugares.
Notas:
A foto abaixo mostra à esquerda o belíssimo prédio original do cinema Guarany (prédio mais alto) e à direita o prédio da conhecida Farmácia Carvalho

Em 1938 A sala sofreu reformas antes de trocar o nome para cine Rio.

Entre 1941 e 1946 Esta sala de cinema passou a se chamar cinema Rio.

Em 1955 Voltou a se chamar Cine Guarani (agora com "i", no final).

Em Fevereiro de 1975 Esta sala de cinema fechou.

Nos anos 1980 O prédio do cinema foi vendido nos anos 1980 para o Banco Safra que manteve a fachada do cinema, restaurando-a, obedecendo a arquitetura original.

Em 1987 O cinema Guarani foi reaberto passando a funcionar no mezanino do cinema Imperial.
Em 2005 O novo cine Guarani fechou definitivamente as portas.

O belíssimo prédio original do cinema Guarany (prédio mais alto)
 à direita o prédio da conhecida Farmácia Carvalho

Platéia do Guarany

Recorde de apresentações do filme “Os 10 Mandamentos”, mais de 50 semanas em cartaz. 

Filmes os Dez Mandamentos, fachada do Guarany - 1957

Em 01.04.1914 Inauguração do Theatro Apollo, no início da Av. Independência, nº 18, junto à Praça Dom Feliciano de propriedade de Januario Greco e Eduardo Hirtz.
Tinha 1554 lugares na primeira classe e 450 na segunda classe.
Segundo, este cinema foi o primeiro a funcionar com um projetor produzido em Porto Alegre, feito pela Firma Hirtz e Rehn; esse projetor recebeu o nome de "Brasil".
Nota:
No local do prédio foi construída uma grande garagem e nos fundos o edifício Santa Tecla. 



- Posteriormente, em data desconhecida, o Theatro Apollo sofreu uma reforma e teve a fachada alterada.

Nova Fachada Cine Theatro Apollo - 1928

Harold Lloyd
O Caçula - 1927

Direção: Ted Wilde
Ano: 1927
País: Estados Unidos
Gênero: Comédia
Duração: 84 min. / p&b / mudo
Título Original: The Kid Brother
Elenco: Harold Lloyd, Jobyna Ralston, Walter James, Leo Willis, Olin Francis, Constantine Romanoff, Eddie Boland, Frank Lanning, Ralph Yearsley   

Platéia no Apollo

Em 24.06.1914 Inauguração do cinema Colombo, na Av. Cristóvão Colombo, atual nº 1370, bairro Floresta.
Inicialmente era um prédio de madeira de propriedade da Firma Schilling e van der Halen, chegou a ser lançador dos filmes da Metro junto com o Avenida.

Este já o nome prédio em alvenária

Em 08.12.1914 Inauguração do cinema Garibaldi, na rua Venâncio Aires, nº 77, bairro Cidade Baixa.
A lotação original do cinema era de 1054 lugares.
Nota:
Nos anos 1960 Essa sala de cinema passou por uma reforma e o cinema mudou de nome, passando a ser chamado cinema ABC.

1914

Em 1915 É é inaugurado o cinema Coliseu, rua Voluntários da Pátria esquina rua Pinto Bandeira junto à Praça Osvaldo Cruz.
Esse prédio lindíssimo possuía 3000 lugares.
Nota:
Demolido nos anos 1950 No seu lugar foi construído o edifício Coliseu com o nome em homenagem ao Theatro e a agência do banco Banrisul com mesmo nome.

1910


Em 1915 Entra em funcionamento o cinema Ponto Chic, bairro São Geraldo.
Nota:
Diz-se que neste endereço, funcionará o cine Thalia.

Em 1916 Entra em funcionamento o cine Royal, endereço ?, no bairro Partenon, inaugura com a apresentação de três filmes:
"Coração e Sangue Azul" (drama), "Casemiro e Sua Mulher" (comédia), "luxor e Kanack" (natural).

Entra em funcionamento o cine Theatro Hélios, endereço ?, bairro Navegantes.
Nota:
Em 30/Jan/1918 A Sociedade Carnavalesca Filhos das Ondas, promoveu um baile em benefício a Cruz Vermelha.

Em 1917 Entra em funcionamento o cinema Centro Católico, endereço ?.

Em 1917 Entra em funcionamento o cine Maravalha, endereço ?, bairro Tristeza.

Em 1918 Entra em funcionamento o cinema 1º de Maio, endereço ?, bairro Navegantes.

Em 1919 O cine Theatro Thalia passa a funcionar na Av. Eduardo (rua Presidente Roosevelt), nº1362.
Esta sala de cinema era (ou foi) de propriedade de Eduardo Hirtz.
Nota:
1) Segundo, essa sala ficava no mesmo local onde funcionou anteriormente o cinema Ponto Chic.

2) Em 17/Abr/1922 O cine Theatro Thalia foi palco de um festival promovido pelo Bloco Carnavalesco Democráticos, dedicado o mesmo para os arrabaldes do São João.

 Década de 1920

Em 11.12.1920 Inauguração do cinema Palais, fundado por Emilio B. Adam, localizado na rua Cel. Genuino, nº 206, bairro Cidade Baixa.
Nota:
Em 1947 o prédio sofreria uma reforma, passando a funcionar o cinema Marabá. Ver 19/Mar/1947.

Cine Palais

Emilio B. Adam

Em 05.03.1921 Inauguração do cinema Central, na Praça da Alfandega, Centro, de propriedade dos Irmãos Sirângelo.
Este cinema apresentava também sessões à tarde.
Funcionava no mesmo local do antigo cinema Variedades.

Cine Variedades no Largo dos Medeiros

Cine Central - 1921

1939

Platéia - 1940

1950

1960

Em 22.10.1921 Inauguração do cinema Recreio, na esquina das ruas Nunes Machado e rua Barão do Triunfo, no bairro Menino Deus.

Em 01.08.1922 Inauguração do cinema República, na rua Sete de Setembro, nº ?, centro da cidade. Nota:
1) Em 31/Jul/1922 (2ª feira) Conforme, o cinema República teve uma sessão inaugural destinada a autoridades, imprensa e pessoas convidadas; estava localizado na rua dos Andradas, no. 12, defronte ao Quartel General do Exército.

Em 1923 Entra em operação o cinema América na rua Venâncio Aires, nº ?, bairro Cidade Baixa.

Em 1923 Entra em operação o cinema Avenida na esquina das ruas Redenção (avenida João Pessoa) e rua Venâncio Aires, bairro Cidade Baixa.
Notas: 
1) Talvez os cinemas América (citado acima) e Avenida sejam a mesma sala.

2) A foto abaixo foi obtida de cópia existente no Museu de Comunicação Social (Hipólito José da Costa) . Segundo durante uma ventania ocorrida durante a exibição do filme do cinema mudo (silencioso) "O Barqueiro do Volga", de 1926, a sala ficou bastante danificada, resultando o incidente em um morto e 5 feridos.

3)Talvez a foto abaixo retrate o prédio do cinema depois da ventania, pois nota-se que há peças de madeira sustentando as paredes.

4) Em 06/Jun/1929 O novo prédio do cine Avenida foi inaugurado.

1923

Em 1922 Passa a funcionar o cinema Mont Serrat, endereço ?, bairro Floresta.

Em 29.04.1922, o cinema Navegantes iniciou suas atividades, localizado na avenida Germânia (avenida Cairú) esquina rua Rio Grande.
Notas:
1) 14/Abr/1925 sua programação exibia:
"A filha de Tarzan" e "O homem do deserto".


2) O Navegantes era um arrabalde onde predominava a população operária, muitos alemães e poloneses, tinha como principal público esse segmento que aproveitava as sessões para descansar da árdua jornada de trabalho.

3) Este cinema ultrapassou os anos 1960 em funcionamento.


Atualmente o prédio é utilizado para atividades industriais (depósito frigorífico) e está levemente descaracterizado, porém a Prefeitura Municipal já incluiu o prédio no inventário de bens culturais do município, fato que gera proteção a edificação.

2012

Em Abril de 1923 Entra em operação o cinema Carlos Gomes, na rua do Rosário (rua Vigário José Inácio), no. 47 (antigo), proximidades da rua 24 de Maio (avenida Otávio Rocha) bairro Centro.

Década de 1990

2012

Em 03.10.1923 Inauguração do cine Theatro Orpheu, na rua Benjamin Constant, nº 1891, quase esquina com a rua Cristóvão Colombo, bairro Floresta.
Era de de propriedade da Empresa Mendelski e Irmãos.
O cinema possuía 1395 assentos.

O prédio foi projetado por Eduardo Pufal e construído por seu irmão, o engenheiro-construtor João Luiz Pufal (1892-1957), a pedido de Miguel e Vitor Alexandre Mendelski.
Notas:
1) Em 1963 Depois de ser remodelada, passou a funcionar com o nome de Cine Astor.
Conforme mesma fonte, ao ser reformado em 1963, passou a contar com som estereofônico, novo projetor e tela para filmes de 70 mm e poltronas do tipo Pullman (reclináveis).

2) Em 1994 Esta sala fechou.
No fechamento tinha 707 lugares.



Durante anos foi considerado um dos maiores cine-teatros de Porto Alegre, servindo por décadas como atração e divertimento aos moradores dos bairros Floresta e São Geraldo, até o encerramento de suas atividades setenta anos após, em 1993.
Tanto a arquitetura do prédio, como a memória cultural incorporada à saudosa existência do Cine Astor, constituem verdadeiros símbolos desses bairros, assim como da própria história de Porto Alegre. 
Apesar de sua fachada ter sido tombada como patrimônio cultural do município, além de firmado um termo de ajustamento de conduta entre os seus atuais proprietários e o Ministério Público Estadual em 2002 – objetivando a preservação da fachada por meio de um trabalho de escoramento –, a estrutura ainda corre risco de desabamento.

Diante do abandono e suas conseqüências, a Equipe do Patrimônio Histórico e Cultural e o Conselho Municipal de Patrimônio Histórico estão analisando a viabilidade da manutenção ou não da fachada, o que se dará por meio de audiência pública, conforme anunciado há alguns meses pela mídia.
Espera-se que a solução seja pelo restabelecimento do prédio, não só como forma de manter a história do bairro e da cidade, mas também para preservar a memória de seus construtores e proprietários.


Prédio desativado, só a carcaça, década de 2000

Prédio desativado, só a carcaça, década de 2000

Esculturas da fachada

Em 08.06.1924 Inauguração do cinema Moderno, na rua das Flores, nº ?, atual rua Siqueira Campos, bairro Centro.

Em 05.08.1924 Inauguração do cinema Pavilhão Elegante, em endereço desconhecido.

Em 1925 Inauguração do cinema Tristeza, na rua Wenceslau Escobar, atual nº 2826 , no bairro Tristeza.
Notas:
1) Fica na proximidade da rua Armando Barbedo.

2) Depois passou a chamar cine Gioconda.
No local atualmente funciona uma das filiais das Lojas Herval (atual Taqi); inclusive há ali um logradouro chamado "Beco do Cinema Gioconda". 

3) Funcionou até 1972.

A pessoa junto ao portão, ao lado do antigo cinema Gioconda, é um distinto senhor, vestindo pijama.

- Para Alberto Martins do Valle, a sala de exibição do Gioconda era a extensão de sua casa, situada ao lado do cinema, na Avenida Wenceslau Escobar. O imigrante português foi proprietário do espaço na Tristeza entre as décadas de 1930 e 1960.

A foto inusitada está na loja de decoração de Cláudia Wentzel, neta de Valle.
No café aos fundos da loja - que ocupa o antigo imóvel dos avós, ela mantém um quadro com cópias de fotos do cinema.

Em 1925 Emilio B. Adam vende o cinema Palais, da rua cel. Genuíno, 206, Cidade Baixa, e os compradores passam a denominá-lo cinema Palácio.

Cinema Palácio - 1928

Em 22.03.1925 O Jornal Diário de Notícias reporta as seguintes salas de cinema em funcionamento: Central, Carlos Gomes, Apollo, Coliseu,
Orion,
Thalia,
Rio Branco e Navegantes.
Nota:
1) Na edição de 09/Abr/1925, o mesmo jornal reporta ainda os cinemas Guarany e Palácio.

Em Julho de 1928 Conforme o Jornal Diário de Notícias o cinema Orion ficava no bairro Bom Fim. 
Segundo, o prédio onde funcionava esse cinema ficava no mesmo local onde depois foi construído o cine Baltimore.


Em 25/Fev/1925 O Jornal Diário de Notícias reporta que o Cine-Theatro Guarany está reabrindo suas portas, depois de sofrer uma reforma em suas dependências.
Nota:
1) No anúncio da reabertura; verifica-se que essa sala de cinema pertencia a Manoel Rodrigues Filho e Cia.

Em Julho de 1928 O jornal Correio do Povo anuncia que as seguintes salas de cinema (um total de 14) estão em funcionamento:
Centro: Guarany , Central e Carlos Gomes.
Cidade Baixa: Palácio, Garibaldi e Avenida
Independência: Apollo
Floresta: Colombo , Orpheu e Mont Serrat
São João: Thalia
Navegantes: Navegantes
Menino Deus: Recreio
Bom Fim: Orion

Em 1928 Entra em operação o Cine Rosário na Av. Benjamin Constant, nº 305, bairro Floresta.
Nota:
1) O Cine Rosário fechou em 27/Abr/1980.



Em 1928 Começa a funcionar o Cine-Theatro Ypiranga, na rua Cristóvão Colombo, nº 772, bairro Floresta.

Cine Theatro Ypiranga

Em 12.10.1928 Entra em operação o cinema Capitólio na esquina da Av. Borges de Medeiros e rua Demétrio Ribeiro, bairro Cidade Baixa,de propriedade do alfaiate José Luiz Failace.
O prédio que tinha uma lotação de 1.295 lugares.
Notas :
1) Segundo, o filme de estréia em 1928 foi "Casanova, o Príncipe dos Amantes".

2) No final dos anos 1960 o prédio passou por uma reforma e funcionou com o nome de cinema Premier.

3) No início nos anos 1980, sofreu outra remodelação, sendo colocada uma tolda de lona em frente a porta de entrada (talvez para simbolizar os anos 1930) e o cinema voltou a se chamar cinema Capitólio.

Em 30/Jun/1994 Com este nome encerrou suas atividades com a presença de apenas 20 espectadores.

1928

Platéia

Conforme C. A. O. de Souza, os "camarotes" nas laterais do andar superior eram inicialmente guarnecidos por proteções metálicas em ricos trabalhos em forma de arabescos; posteriormente esses gradeados foram substituídos por balcões de alvenaria e nos anos 1970, retirados.

Década 1950

Antes da reforma na década de 1990

Em 2009 está sendo transformado em Cinemateca Capitólio, preservado a estrutura externa e aspectos internos com uma sala moderna de projeção de 188 lugares, neste prédio será guardado toda a história do cinema gaúcho.

Em 14.02.1929 Inauguração do cine Theatro Rio Branco, na Av. Protásio Alves, nº ?, bairro Rio Branco de propriedade de Petersen e Cia.
A sala possuía 1.200 lugares.
O primeiro filme apresentado foi o "Monstro do Circo".
A projeção já era sonora e usava sistema conhecido como "Vitaphone".

Em 01/Fev/1976 Este cinema foi fechado, passando o filme "O Vento e o Leão".

1934

Em 06.06.1929 Inauguração do prédio onde passou a funcionar o Cine Avenida, na Av. Redenção (avenida João Pessoa), no. 1105, esquina com a então a rua Venâncio Aires, bairro Cidade Baixa, de proprietário era Atilio Tedesco.
O cinema possuía 1.500 lugares no pavimento térreo e 520 no balcão (mezanino).
Notas:
1) Nesta esquina desde 1923 já funcionava um cinema chamado Avenida, mas era em um outro prédio.

2) Em 1987 Essa sala de cinema foi desdobrada em duas salas:
Avenida 1
Avenida 2, possuía porta de entrada pela avenida Venâncio Aires.

3) Em 10/Abr/1996 As duas salas deixaram de funcionar.

4) O filme "Império dos Sentidos", ficou em exibição na década de 1980 mais de 30 semanas, um sucesso de público.

5) Conforme, por ocasião do fechamento:
Cine Avenida 1 tinha 400 lugares e
Cine Avenida 2 tinha 300 lugares.

6) Após o fechamento funcionou como Bingo.

Década de 2000

Julho 1987



Em 10.08.1929 Inauguração do cinema Variedades, na rua Andrade Neves, nº 40, bairro Centro.

Em 08.09.1929 É apresentado no cinema Central (na Praça da Alfândega) o primeiro filme sonoro.
O nome do filme era "Broadway Melody", um filme preto e branco com algumas cenas coloridas.

Em Outubro de 1929 O cinema Colombo, fundado em 1914 e localizado na rua Cristovão Colombo, nº 1370, é remodelado, sendo construído um prédio de alvenaria por fora da edificação de madeira. 
A sala possuía 1.400 lugares.
Notas:
1) Em 01/Out/1935 O prédio do cinema Colombo é arrendado para a Firma Petersen e Cia.
A 1a. sessão apresentou um programa duplo com os filmes: 
"Maridos Infieis" e "A Celebre Miss Lang".

2) Em 1938 A  Firma Petersen e Cia. comprou o prédio.

Em 01/Fev/1976 Encerrou suas atividades, apresentando o filme "O Vento e o Leão", filme de 1975.

Prédio que substitui o antigo prédio de madeira de 1915

Em 18.04.1931 Inaugurado o cinema Imperial, na rua dos Andradas, nº 1015, no Centro, pertencia a Empresa Cine Teatro Imperial Ltda.
O filme de inauguração foi "Romance" da Metro Goldwyn Meyer estrelado por Greta Garbo.
O Imperial tinha acomodações para 1.632 pessoas.

Hall de Entrada - 1931

Platéia - 1931
Notas:
1) Em 04/Fev/1943 Um anúncio publicado no jornal Diário de Notícias a exibição de "O Lobisomen" com Bella Lugosi e Lon Chaney no cinema Imperial.

2) Conforme, o administrador desta e de outras salas de cinema (Roxy, Rival, Rosário e Ritz) era Darcy Bitencourt; como curiosidade, todas as salas que ele administrava começavam com a letra "R".

1954

1960

O interior do cinema Imperial durante um concerto do Clube Haydn de Porto Alegre; a parte superior da foto mostra a orquestra no palco e a inferior a platéia, vendo-se o mezanino ao fundo.
Essa foto foi publicada na Revista do Globo de Agosto de 1931 e foi cedida por Celso Schmitz
***
1980

Rua da Praia década de 1980
Já como 2 salas Imperial e Guarani
***
Em 03.09.1931 Inaugurado o cinema Baltimore, na avenida Bom Fim (avenida Osvaldo Aranha), atuais nºs. 1048-1058, bairro Bom Fim.
Notas:
1) Segundo, essa sala de cinema pertencia a Emilo B. Adam.

2) Segundo mesma fonte, em 1970 foi inaugurado o cinema Mini Baltimore, no piso superior - sobre a sala de espera - frontal a avenida Osvaldo Aranha.

3) Em 01/Mai/1975 Essa sala passou a se chamar cine Bristol.

3) Posteriormente, outras salas de cinema foram sendo formadas, chegando a ter 4 salas no mesmo endereço.

4) Segundo, por ocasião do fechamento, as lotações das 4 salas de cinema eram:
Baltimore 1 (600 lugares);
Baltimore 2 (264 lugares);
Baltimore 3, ex-Bristol, (184 lugares) e
Baltimore 4 (138 lugares).

Em 2000 A última sala de cinema deixou de operar no local. .

No inicio de 2003 O prédio foi demolido, deixando-se intacta apenas a fachada.

1928

Platéia do Baltimore publicada na Revista do Globo Fev/1950, foto cedida por Celso Schmitz.

Em exibição "Segundas Intenções" - 1999

No local será construído centro comercial com dezesseis andares que ocupará toda a extensão do Baltimore e do não menos lendário Bar do João. Tanto o cinema quanto o bar representaram, por muito tempo, a cena cultural não apenas do Bom Fim, mas de boa parte dos porto-alegrenses. Hoje é um canteiro de obras.

Fachada antes da demolição do prédio em 2003

Na foto quando ainda restava apenas a fachada do prédio; essa fachada acabou desabando no dia de Natal do mesmo ano.

Em 1935 Conforme livro citado na referência, neste ano a cidade contava com as seguintes salas de cinemas (total de 22):
Centro: Imperial (1.615 lugares), Guarany (958 lugares), Central (911 lugares), Colyseu (1.410 lugares).
Cidade Baixa: Palácio (com 980 lugares), Garibaldi (1.054 lugares), Avenida (2.000 lugares), Capitólio (1.295 lugares).
Independência: Apollo (2.100 lugares)
Bom Fim: Baltimore (1.848 lugares)
Petrópolis: Rio Branco (1.450 lugares)
Glória: Glória (rua Oscar Pereira, no. ? com 300 lugares)
Floresta: Ypiranga (1.159 lugares), Colombo (1.414 lugares), Orpheu (1.395 lugares), Rosário (1.180 lugares)
Sao João: Thalia (1.645 lugares)
Navegantes: Navegantes (1.089 lugares)
Menino Deus : Recreio (135 lugares)
Tristeza: Gioconda (600 lugares)
Outros Bairros: Vila Nova (endereço ?, com 150 lugares)

Em 05.03.1936 É inaugurado o cinema Rex na rua dos Andradas, atual no. 1137, quase esquina com a rua Gal. Câmara (ou rua da Ladeira).
Possuía 600 poltronas.
Essa sala ficava no lugar do antigo Teatro Petit Cassino.
Atualmente no local fica o edificio Di Primio Beck.
O cinema Rex ficava de frente para o cinema Central.
Nota:
1) O filme de estréia foi "A Mascote do Regimento", um filme de 1935.

1935

Em 09.05.1938 É inaugurado o cinema Roxy, na rua dos Andradas, próximo da esquina com a rua Uruguai, no centro da cidade.
Nos anos 1950, a sala foi remodelada e passou a se chamar cinema Ópera, com suas "Sessões de Arte", como os filmes “I Compagni” com Marcelo Mastroiani
Nota: 
Acredita-se que essa disposição interna (alguma coisa de cunho futurístico) ocorreu depois que essa sala passou a se chamar cinema Óperaum cinema com espaço interno de muito bom gosto, confortável (assim como o cinema Vitória).


Em 25.05.1938 O Correio do Povo anuncia filmes das seguintes salas de cinemas (total de 20):
Centro: Imperial, Guarany, Central , Coliseu, Roxy , Rex e Carlos Gomes
Cidade Baixa: Palácio, Garibaldi, Avenida e Capitólio
Independência: Apollo
Bom Fim: Baltimore
Petrópolis: Rio Branco
Floresta: Ypiranga , Colombo , Orpheu e Rosário
São João: Thalia
Navegantes: Navegantes

Em 27.04.1939 Inauguração do cinema Castello, na av. Azenha, nº 666, no bairro Azenha.
Nota:
1) Funcionou por cerca de 40 anos.

2) Fechou em 1979.

3) Grandes eventos foram realizados em suas dependencias programas da Rádio Farroupilha, destaca-se: - Maurício Sirotisky e a cantora Elis Regina na juventude.

1939

Década de 1970

Década de 1980

Em 01.01.1940 Inauguração do cinema Petrópolis, na esquina das ruas Carazinho e rua João Abbott, no bairro Petrópolis, uma pequena sala.

Em 04.09.1940 É inaugurado o cine Vera Cruz, na esquina das ruas Andrade Neves e Borges de Medeiros, no centro de Porto Alegre.
Na inauguração foi realizada uma sessão especial para convidados, o filme apresentado foi "A Mulher Faz o Homem", com James Stewart e Jean Arthur.
Em 1952 esta sala foi remodelada e passou a se chamar cine Victória.

Av. Borges de Medeiros Vista da av. Salgado Filho, década de 1940

Interior do Vera Cruz

Em Janeiro de 1941 O jornal Correio do Povo anuncia filmes das seguintes salas de cinema ( total de 23):
Centro: Apollo, Central , Roxy, Vera Cruz, Rex, Coliseu, Imperial, Guarany e Carlos Gomes
Cidade Baixa : Capitólio e Palácio
Venâncio Aires: Garibaldi
Azenha: : Avenida e Castello
Bom Fim: Baltimore
Floresta: Ypiranga , Colombo, Orpheu e Rosário
Petrópolis: Rio Branco e Petrópolis
Navegantes: Navegantes
São João: Thalia

Em 1943 Anúncio publicado no Diário de Notícias, o filme clássico "O Lobisomen", filme de terror contava em seu elenco com Bella Lugosi e Lon Chaney.
Na época um dos cinemas que apresentaram este clássico foi o Imperial.

Em 19.02.1943 Inauguração do cinema Brasil na avenida Bento Gonçalves, nº 1960, esquina rua cel. Vilagran Cabrita, próximo ao Partenon Tennis Clube, bairro Partenon.

Em 31.07.1943 Inauguração do cinema Eldorado (ou El Dorado) na avenida Benjamin Constant esquina rua Ernesto da Fontoura, bairro Floresta.

Em 09.07.1944 Inauguração do cinema Rival na avenida 24 de Outubro, nº 1600, bairro Auxiliadora.

Em 19.10.1946 O jornal Correio do Povo anuncia filmes das seguintes salas de cinema (total de 26):
Centro: Apollo, Central, Roxy , Vera Cruz , Rex , Coliseu , Imperial , Rio (ex-Guarany) e Carlos Gomes.
Cidade Baixa: Avenida, Garibaldi e Capitólio
Bom Fim: Baltimore
Azenha: Castello
Glória: Glória
Floresta: Ypiranga, Colombo, Orpheu , Rosário e Eldorado
Auxiliadora: Rival
Petrópolis: Rio Branco e Petrópolis
Navegantes: Navegantes
Partenon: Brasil
São João: Thalia

Em 1947 Entra em operação o cinema Baluarte, na avenida Assis Brasil, no bairro Passo da Mangueira.
Notas:
Segundo, essa sala de cinema funcionava nas dependências da Sociedade Baluarte cuja sede ficava localizada na avenida Assis Brasil.

Em 1948 ele mudou o nome para cinema Cristo Redentor.

Nos anos 1950, o prédio dessa sociedade foi demolido e em seu lugar foi erigida a atual igreja do Cristo Redentor.

Em 19.03.1947 Inauguração do cinema Marabá, na rua Cel. Genuíno, nº 206, bairro Cidade Baixa.
Era de propriedade da Firma Seidenberg e Cia. Ltda.
Possuía 1.800 poltrona.
Notas:
1) Ficava no lugar do antigo cinema Palácio, ex-Palais.

2) Neste cinema Leonel Brizola fez vários discursos.
 Em 02.07.1947 Inauguração do cinema América, na avenida Assis Brasil, atual, nº 363, no bairro Floresta, logo depois da igreja São João.
O América era um cinema enorme sempre com programas duplos.
O prédio atualmente é um estacionamento, mas ainda se pode ver o formato do antigo mezanino.

Em 1948 Entra em operação o cinema Anchieta, em endereço desconhecido essa sala de cinema que era um prédio de madeira - ficava na avenida Brasil, nº 493, quase esquina com a avenida Eduardo (avenida Presidente Roosevelt), bairro Navegantes.

Em 06.09.1948 Inauguração do cinema Ritz, na avenida Protásio Alves, nº 2557, no bairro Petrópolis.
Notas:
1) O Ritz fechou em 1994.

2) Em 2002 o prédio foi demolido, no lugar foi construído a agência da CEF.

3) O filme anunciado na foto, "O Beijo no Asfalto", de Bruno Barreto, é uma produção do cinema brasileiro de 1980.

  Ritz - 1980

Atual agência Itaú - 2012
***
Televisão no Brasil - P/B

Em 18.09.1950 
- A Televisão chega no Brasil, com a inauguração da TV TUPI, canal 6 de São Paulo, com este fato inicia a queda gradativa de público nos cinemas em todo o Brasil. 
O Brasil é o terceiro país do Mundo a ter sinal de televisão instalado.

Em Porto Alegre
- A Televisão irá ter início em 1956 com a inauguração da TV Piratiní, canal 5, do Grupo Diários Associados, com estúdios instalados no Morro Santa Tereza.
***
Em 07.12.1951 Inauguração do cinema Continente, na rua João Pessoa, nº ? , bairro Cidade Baixa.
Notas:
1) Foi o 1o. cinema de verão de Porto Alegre.

2) Segundo, esse cinema ficava entre as ruas da República e Luiz Afonso, no local onde hoje tem um posto de gasolina e o Touring Clube.

3) De acordo com S. G. Cardoso, esse cinema tinha uma cobertura de lona tal qual um circo; nele ocorreu incêndio por volta de 1953-54

4) No seu lugar depois houve um restaurante chamado de "Ao antigo Continente do Petry".

5) O Correio do Povo de 03/Jan/1954, traz a notícia que havia ocorrido um incêndio no Teatro Babilônia, no local do antigo cinema Continente, na avenida João Pessoa.
Possivelmente esse fato tenha acontecido dia 1º.
 
Em 1952 Inauguração do cinema Vila Jardim, em endereço desconhecido, no bairro Vila Jardim.
 
Em 04.10.1952 Inauguração do cinema Miramar na rua Aparício Borges, nº 2730, quase esquina com avenida Bento Gonçalves, bairro Partenon.
Seu proprietário era o Sr. Joaquim Alvas da Silva, natural do Ceará.
Com capacidade de 1.400 lugares.
Notas:
1) Inaugurou com aparelhos de som e projeção da empresa Gaumont Kalee.

2) Em homenagem a seus ancestrais, colocou na sala de espera uma cabeça de índio esculpida, na época seu slogam era "A sala de cinema mais moderna da Capital", um marco para o bairro Partenon.

3) Em 14/Fev/1982 Ocorreu seu fechamento.

Situação atual do prédio do Miramar na 3ª Perimetral

Em 27.02.1953 Inauguração do cinema Oásis na esquina das ruas Nunes Machado e rua Barão do Triunfo, no bairro Menino Deus.
Notas:
1) Ficava no mesmo local do cinema Recreio (Ver 1921).

2) Em 26/Nov/1960 mudou o nome para cinema Brasília.
 
Em 17.07.1953 Inauguração do Cine-Teatro de Bolso (CTB) na rua Sete de Setembro, nº 767, no Centro.
Notas:
1) Conforme referido, em Dezembro de 1952, nesse mês já eram anunciados filmes no Teatro de Bolso.

2) Em 09/Nov/1953 essa sala passou a se chamar cine Palermo
O cinema Palermo, em frente ao cinema Rex que funcionava no mesmo prédio do jornal Última Hora.

3) No Palermo foi exibido todo o ciclo de filmes de Ingmar Bergman, além de outros grandes filmes de arte do cinema europeu.

4) O Palermo em alguns momentos serviu de palco para o chamado “Teatro de Revista ou Rebolado”, comum no Rio de Janeiro.
Algumas companhias, como a de Colé e Silva Filho, com as “Certinhas do Lalau”, faziam temporadas, ao vivo e a cores, sempre casa cheia.

5) Os primeiros filmes “pornôs”, que hoje passam em horário nobre, de tão ingênuos, mas na época sempre “rigorosamente proibidos para menores de 18 anos, mas nas matinês das três da tarde, logo depois das duas primeiras aulas do turno da tarde no Julinho (Colégio Julio de Castilhos), que ficava perto, na rua Riachuelo esquina rua Caldas Júnior, o porteiro deixava todo mundo entrar desde que não usasse a carteira de estudante e pagasse inteira.


6) Em 25.04.1961 recebeu o nome de cine Rivoli.

7) Em 2012 temos em seu lugar a Garagem Ceres.

Em 12.09.1953 É inaugurado o cine Victória, no mesmo local antes ocupado pelo cine Vera Cruz, na avenida Borges de Medeiros esquina rua Andrade Neves, no Centro.
O filme de estréia foi "A Dupla do Barulho" com Oscarito e Grande Otelo.
Esta sala fechou em Fev/1998.
Notas:
1) A foto abaixo foi cedida por Celso Schmitz.

2) O filme anunciado "Psicose" de Alfred Hitchcock, foi produzido em 1960.

3) Na década de 1990, o Cine Victória foi dividido em 2 salas de cinema de médio porte:
Cine Vitória 1 e
Cine Vitória 2.

4) Em Fevereiro de 1998 Esta sala fechou.

1950
A fila na entrada - 1970

Em 26.09.1953 Inauguração do cinema Marrocos na avenida Presidente Getúlio Vargas, nº 1174 (ou 1740), quase esquina com avenida José de Alencar, no bairro Menino Deus.
Notas:
1) Verdadeiramente imenso, azul e absolutamente frio durante o inverno,  Fechou em 30 de junho de 1994.

2) Em 30/Jun/1994 O Marrocos fechou.

3) As fotos abaixo mostram o interior do cinema com seu teto em forma de concha.

4) Em 2009 Além da garagem, há uma farmácia, pequenas lojas e, sobre o velho cinema, um restaurante.

Década 1950

1953

  Platéia

Garagem - 2009
Foto: Fernando Guimarães

Em 03.12.1953 Inauguração do cinema Teresópolis, na avenida Teresópolis, nº 3235, esquina com Praça Guia Lopes, bairro Teresópolis.
Notas:
1) Segundo R. Ratzenberger, seu pai - Rudy Ratzenberger - era um dos proprietários dessa sala.

2) Em 2012 funciona uma agência da Caixa Econômica Federal.

  1953
 
Em 26.06.1954 Inauguração do cinema Rey, na avenida Assis Brasil, nº 1894, junto a famosa "Volta do Guerino", bairro Passo D'Areia.

Nota:
1) Nesta sala, os dois lados da tela eram guarnecidos por imensos murais, pintados por um artista espanhol – pinturas em estilo surrealista representando o cinema e o teatro.
Essas obras de arte foram impiedosamente destruídas quando da demolição do prédio.

2) Em fins de Agosto de 1980 O cinema deixou de funcionar.

3) No seu lugar foi construído a loja Empo (magazine), que pertencia a rede Empório de Tecidos.

 Década de 1980

Em 1955 Entra em operação o cinema Estrela, na Estrada do Forte, nº ?, no então bairro Passo da Mangueira (atualmente Vila Ipiranga).
Notas:
Em 2012, como igreja evangélica.
 
Em 1955 Começa a operar o cinema OK na avenida Assis Brasil, nº 3357 (ou 2511) esquina rua Adão Baino, no então bairro Passo da Mangueira (atual Cristo Redentor).
Notas:
1) Essa sala de cinema ficava localizada em frente à igreja do Cristo Redentor.

2) Nos anos 1970 mudou de nome para cine Real.

3 ) Na década de 1990 já foi um Bingo.

4) Em 2012 um estacionamento.

 
Em 1956, Entra em funcionamento o Cine-Artna Praça Inácio A. da Silva, bairro Belém Novo.

Nota:
1) Em 2012 Desativado, serve atualmente de moradia.

Em 12.10.1956 É inaugurado o cinema Continente, na avenida Borges de Medeiros, nº 475 , no bairro Centro.
Notas:
1) Em 17/Jun/1970 Fechou para reforma.

2) Em 22/Jun/1970 Reabriu no dia 22 com o nome de cine Lido.

3) Nos anos 1990 foi desdobrado em 2 salas:
Cine Lido 1 e
Cine Lido 2.

3) Durante os anos 1980 e 1990, exibia filmes pornográficos e shows eróticos ao vivo no Lido 2.

4) Em 2012 permanece fechado, mas montado, aguardando a venda.

Cine Lido - década de 1980

Em 20.10.1956 Inauguração do cinema Popular Cinemascote, em endereço desconhecido.
Notas:
1) Segundo o jornal Diario de Noticias, edição de 01/Nov/1957, esse cinema ficava localizado no bairro Cidade Baixa.

2) Depois passou a ser chamado só de Cinemascote.

3) De acordo com C. A. O. de Souza:
a) Esta sala de cinema ficava localizada no bairro Santana, na rua Monsenhor Veras, lado par, quase esquina com a rua São Manoel; entre essa rua e a av. Ipiranga.
b) Seu nome era uma combinação de Cinemascope com Mascote.
c) O prédio era bem simples, tipo de um galpão ou hangar; possuía poltronas de madeira com assentos giratórios e mais ao fundo cadeiras de madeira de palha trançada.
d) O cinema costumava apresentava seriados, filmes nacionais e épicos ítalo-americanos.
e) Era conhecido pelo apelido de "Pulguinha" pelos pessoal das redondezas.

4) Conforme, esse cinema também era conhecido por Mascote.

Em 1957 Em Porto Alegre o cinema Victória inaugura o seu sistema de ar condicionado.
É o pioneiro no Rio Grande do Sul.
Ainda neste ano ele passa a oferecer 5 sessões diárias, um feito inusitado para a época.

1979

Em 1957 Começa a funcionar o cinema Paquetá, na rua Borborema na esquina, nas proximidades da rua João Botelho, Vila São José.

Em 06.06.1957 É inaugurado o cinema Tamoio, na avenida Cavalhada, nº 2129, bairro Cavalhada.
Esta sala possuía 600 assentos.
Notas:
1) Segundo R. Ratzenberger, esta sala de cinema pertencia a seu pai - Rudy Ratzenberger.

2) No Local funciona em 2012 a "Churrascaria e Pizzaria Kasarão I", quem entra na churrascaria, logo nota o cinema que ali havia.

3) Os atuais donos da churrascaria projetam imagens de TV na antiga tela.

4) Conforme jornal Folha da Tarde da época, o filme de estréia foi o nacional "Sai de Baixo"; o cinema pertencia a Empresa Hatzen Berg e Cia. Ltda. e a sala possuia 600 assentos.

5) Segundo o mesmo jornal, um dos proprietários era David Yentchmin que também era proprietário do cinema Palermo e co-proprietário do cinema Eldorado (ou El Dorado).

Em 18.06.1957 Inauguração do cinema Medianeira, na avenida Carlos Barbosa, em frente a rua Cel. Neves, no bairro Medianeira, passando o Estádio Olímpico.
Nota:
Em 26/Nov/1960 O Cine Medianeira trocou de nome para cine Alvorada.

Em 02.09.1957 Inaugurado o cine Cacique, na rua dos Andradas, nº 933, Centro.
Na época era o "cinema mais luxuoso de Porto Alegre", incluindo pinturas dos índios Guaranis em suas paredes, obra do artista Glauco Rodrigues.
Possuía 1.600 poltronas Pulman (reclináveis) bem como projetores e tela para filmes de 70 mm; som estereofônico.
Notas:
1) O filme de inauguração, em 1957 foi "O Rei Vagabundo" com Kathryn Grayson.

2) No final dos anos 1960, no mezanino e confeitaria do cine Cacique, passou a funcionar o cine Scala, rua dos Andradas, nº 921.

3) Em 10/Jul/1994 Os cinemas Cacique e Scala deixaram de funcionar. 

4) Em Junho de 1996 um incêndio destruiu parcialmente as 2 salas de cinema, incluindo-se as pinturas dos índios guaranis.

5) Em 2012 utilizado como garagem.

Entrada dos Cine Cacique e Cine Scala

Interior do Cine Cacique, nota-se a pintura  do Guaraní na parede.

Escadaria do cine Scala

Em 16.12.1957 É inaugurado o cinema Pirajá, na avenida Bento Gonçalves, nº 1073, quase na esquina da rua Teixeira de Freitas (segundo prédio), na divisa dos bairros Partenon, Santo Antônio e Santana.
Nota:
1) O primeiro filme a ser exibido nesse cinema foi: 
"Quatro garotas...Quatro destinos".

Entrada do Cine Pirajá

Esta loja de tintas ocupa o espaço do extinto Cinema Pirajá.

2012

Em 1957 Entra em funcionamento o cine Belgrano, na rua Heitor Vieira, nº ?, bairro Belem Novo.
Nota:
Ficava próximo a igreja Nossa Senhora do Belém.

Seu prédio foi demolido.

As casas de espetáculo (Belgrano e Cine Arte) no bairro Belém Novo apresentavam peças teatrais e a "Hora do Pato", um concurso de calouros que acontecia sempre aos domingos após a missa da 10h.

Em 1958 Entra em funcionamento o cinema Sarandi, na avenida Assis Brasil, nº 6664, bairro Sarandi.
Nota:
O jornal Correio do Povo, edição de 27/Dez/1958 já traz a programação dessa sala de cinema.

Em 04.01.1958 O jornal Correio do Povo traz a programação das seguintes salas de cinema:
Centro: Ópera , Victória, Rex , Central, Imperial , Guarany, Carlos Gomes , Continente, Cacique, Palermo e Cinemascote.
Cidade Baixa: Avenida, Capitólio, Garibaldi, Brasil e Marabá
Bom Fim: Baltimore
Azenha: Castello e Oásis
Auxiliadora: Rival
Floresta: Ypiranga , Colombo , Orpheu , Eldorado , Rosário e América
São João: Thalia
Petrópolis: Rio Branco, Petrópolis e Ritz
Partenon: Pirajá e Miramar
Menino Deus: Marrocos
Glória: Glória
Teresópolis: Teresópolis
Passo da Areia: Rey
Passo da Mangueira (Assis Brasil): OK
Passo da Cavalhada: Tamoio
Vila Ipiranga: Estrela
Tristeza: Gioconda

Além desses, o Correio do Povo relacionava:
1) Cine Rio Branco (Vila Rio Branco) e Cine São Luiz (Vila Niterói), ambos no município de Canoas.

2) Anteriormente, em 02/Out/1957, além dos citados, o mesmo jornal relacionava também: Belgrano (bairro Belém Novo), Garibaldi (na Vila Niterói) e Rex, ambos no município de Canoas.

3) O Correio do Povo coloca o Cinemascote como estando localizado no Centro, porém ficava localizado em bairro.

Em 21.05.1958 O cinema Mônaco na avenida Osvaldo Aranha, nº 756, bairro Bom Fim. 
Notas:
1) Pela primeira vez aparece nas páginas do Correio do Povo (CP) dentro de sua programação de cinema. 
O filme anunciado é "Corações em Angústia" .

2) Na edição do Correio do Povo de 10/Out/1960 é noticiado que essa sala de cinema estava em reforma e que iria reabrir brevemente; portanto, nessa época, o cinema não estava funcionando.

Em 16.11.1958 Inauguração do Cine Teatro Presidente, localizada na avenida Benjamin Constant, nº 1773, no bairro Floresta com o filme "A Mais Bela Mulher do Mundo", com Gina Lollobrigida.
Notas:
Em 2009 funciona uma igreja evangélica, a fachada permanece.



Em 28/11/1958 sexta-feira, Foi inaugurado o Cine Ipanema, de propriedade dos senhores Lívio Onori Di Rocco (que possuía a maior parte na sociedade), Antônio Carlos Porto Alegre, advogado, e Joseph Porto Alegre, fotógrafo.
O cinema, logo no primeiro ano, foi um sucesso. Os freqüentadores, utilizando bondes ou carros, deslocavam-se de outros bairros, atraídos pela moderna aparelhagem.

Conforme anúncio de um jornal Correio do Povo:
"Mais um cinema deverá ser inaugurado, amanhã, dia 28, nesta Capital. Trata-se do Cine Ipanema, localizado na Avenida Flamengo, 381, no Balneário Ipanema, pertencente à Cinematográfica Ipanema Ltda. De construção moderna, a nova casa de espetáculos deverá desempenhar importante papel na vida social do populoso bairro do 6º Distrito. Dotado de moderna aparelhagem, contará o Cine Ipanema com todos os últimos sistemas de projeção. Na sessão inaugural, com seu início marcado para às 20 horas, será exibido o belíssimo filme musical Serenata no México, Mexiscope da Pelmez, em Eastmancolor."

Notas:
1) Um fato interessante sobre o Cine Ipanema se refere à forma de anunciar o filme, a qual ocorria pelo toque de uma sirene.
Eram três toques chamando os moradores do bairro.
Ao soar o terceiro toque, significava que o filme já estava começando e era preciso se apressar para não perder as primeiras cenas.
Além do chamado para a exibição, o Cine  Ipanema também tinha um divulgador motorizado que circulava pelo bairro em uma camioneta com um microfone, informando qual era o filme programado para aquela noite ou tarde.

O Cine Ipanema, seguindo a linha dos demais cinemas da cidade, também tinha uma bomboniere. O setor de guloseimas era administrado pela senhora Yara Di Rocco, mulher de Lívio Onori Di Rocco.
Quando a crise chegou aos cinemas de bairro, o valor dos ingressos baixou. Foi nesse período que a bomboniere da Dona Yara rendia mais do que os ingressos vendidos, mesmo quando havia promoções.

2) Construído para abrigar o Cine Ipanema, o prédio ainda existe (foto), porém, deteriorado pelo tempo e pela falta de cuidados. Paredes, portas e janelas danificadas e pichadas traduzem o abandono em que se encontra.


3) Em 2009 fechado só existe a carcaça do prédio sem telhado


O prédio do Cine Ipanema em 2012, permanece como testemunha da história de um tempo que vai bem longe. Quem passa em frente ao local, não imagina que ali já foi cenário não só de glamour com as exibições noturnas, como também de diversão juvenil com as matinés das tardes de domingo.

Em 1959 Entra também em funcionamento o cinema Nirvana, em endereço desconhecido, possivelmente no bairro Navegantes.
Notas:
1) Em 03/Mai/1960, mudou de nome para cinema Ceará.

2) Esse cinema ficava localizado na av. Ceará, nº 142, esquina com a rua 25 de Fevereiro.

Em 06.02.1959 Além da relação de salas de cinema indicada em 04/Jan/1958, o Correio do Povo relacionava também:
Ipanema (no bairro Ipanema) e Sarandi (no bairro Sarandi).
Além desses, relacionava Imperial (no município de Esteio) e Metrópole (município de Gravataí).

Em 01.08.1959 Inauguração do Cine Vogue, na av. Independência, nº 640 , no bairro Independência.
O filme de estréia foi "O Velho e o Mar", com Spencer Tracy.
Notas:
1) Nos anos 1970, mudou de nome para Cinema 1 - Sala Vogue.

2) Na foto 1 "O Gato", de Julien Bouin, é de 1971.

3) Na foto 2 de 1974, o filme "Fanny e Alexandre", de Ingmar Bergman. 

Sala Vogue - década de 1960

Cinema 1 - década de 1970

2012

Renato Arthur lembra que na década de 1950 os cinemas Marrocos, Imperial, Rosário e Ritz, foram responsáveis pelo lançamento do “Cinemascope” em Porto Alegre com o filme o “Manto Sagrado”.
Os três, com exceção do Imperial, eram cinemas de bairro, que de repente foram transformados em lançadores dos filmes da Fox, com tela grande e som estereofônico, além de melhorias nas acomodações desses cinemas.

Em 29.01.1960 Inauguração do cinema Rex na rua Sete de Setembro, nº ? , no bairro Centro. Possivelmente este cinema funcionava na rua Sete de Setembro, atual nº 772, onde fica a Garage Rex.

Folha da Tarde

O cinema Rex foi retirado para dar lugar a uma agência do Banco Itaú. 
A página acima foi retirada do blog de Emílio Pacheco e mostra a Folha da Tarde anunciando a possibilidade de uma segunda reabertura em “qualquer ponto da cidade” ao mesmo tempo que ostenta, ao lado, um anúncio do filme "Tubarão" (sem o artigo), no Cine Victória. 
O jornalista recebera a informação de outra garagem ou galeria. Não contava com o Itaú. É uma bela e longa agência. O cinema pode ser pressentido em cada canto.


Atual Banco Itaú

Em 11.09.1960 Inauguração do cinema Atlas em um prédio localizado na esquina da av. Protásio Alves e rua Alcides Cruz, bairro Petrópolis.
Notas:
1) A foto abaixo mostra esse prédio, Jul/1997.

Situação atual do prédio

Interior do prédio

2012

Em 24.09.1960 Inauguração do cinema Roma na av. Princesa Izabel, nº 15, bairro Azenha.
Nota:
1) Ficava em um prédio defronte a Praça. Princesa Izabel, no trecho entre a av. Bento Gonçalves e a rua Oscar Pereira.

Neste local será construido o prédio que no térreo funcionará o Cine Roma, com sua bela escadaria

Prédio do Cine Roma - 2012

Em 19.10.1960 O cinema Piratini pela 1ª vez aparece nas páginas do Correio do Povo (CP) dentro de sua programação de cinema.
Nota:
1) Na programação é indicado que ele se localizava na rua Vicente da Fontoura, bairro Santana, mas não é indicado o número do prédio.

Em 26.11.1960 Inauguração do cinema Alvorada na av. Carlos Barbosa, em frente a rua Cel. Neves, bairro Medianeira, passando o campo do Grêmio.
 Nota:Esta sala de cinema funcionou no mesmo local do cinema Medianeira.

Em 30.10.1961 Inauguração do Cine Moinhos de Ventos, sob o prédio de mesmo nome, rua 24 de Outubro, nº ?, bairro Moinhos de Ventos.
Notas:
1) Em 1966 muda de nome para Cine Coral.

2) Na década de 1980 é dividido em 2 salas:
A platéia Cine Coral 1,
O mezanino Cine Coral 2.

3) Em 1994 encerra suas atividades.

4) Em 2009 foi locado para ser shopping de fábrica.

5) Em 2012 Centro de Eventos Coral.

Década 1980

2000

2012
***
Golpe Militar de 1964

Em 31.03.1964 E dado o Golpe Militar no Brasil e com a ditadura o cinema no Brasil começa a perder o interesse, pois existe o interesse do Estado, é um duro golpe nos cinemas de calçada.
***
Em 1968 inaugura o cine São João, avenida Salgado Filho, n° 135, esquina rua Vigário José Inácio, no bairro Centro, sala moderna com grande mesanino.
Notas:
1) Fechado em 1994.

2) Em 2009 continua montado, só falta o projetor, o saguão de entrada está locado para uma agência do Banco do Brasil.

1975

2012

Em 1º de Janeiro de 1969 O antigo cinema Garibaldi rua Venâncio Aires, nº 77, bairro Cidade Baixa, foi re-inaugurado com o nome de cine ABC, apresentando o filme "O Brinquedo Louco".
Nota:
1) Quando do fechamento tinha 479 lugares.

2) O cine ABC parecia o modelo do túnel do seriado "O Túnel do Tempo", tanto que seu melhor lugar era na primeira fila. 

3) Fechou definitivamente suas portas no dia 10 de julho de 1994.

Cine Regente na Rua Dona Firmina, nº ?,  em frente ao 18 BI, um pouco acima da rua 1º de Março, acima da avenida Bento Gonçalves, na grande São José, bairro Partenon.
Nota:
1) Na década de 1980 ficou muito tempo em reformas e nunca mais abriu.

Cine Mônaco, na esquina da Rua Santo Antônio com a avenida Oswaldo Aranha.
Nota:
1) Em 2012 no local uma loja de colchões. 

Em Dezembro 1970 Inaugura o Centro Comercial João Pessoa, bairro Azenha, primeiro grande centro comercial (futuro shopping) de Porto Alegre.
São abertas as salas de cinema:
Center 1,
Center 2.
Nota:
1) As únicas salas de cinema em shopping em Porto Alegre, na época centro comercial, pois a expressão shopping ainda era pouca conhecida.

Em 1978 Carlos Schmidt (Ponto de Cinema) realizou o documentário poético “TERMINANDO”, obtendo diversas premiações, sendo o primeiro filme gaúcho premiado em um festival nacional:
1º LUGAR no Festival de Cinema de Gramado-1978;
MELHOR FOTOGRAFIA no VI Super Festival Nacional do Grife/SP-1978;
SELECIONADO para o Festival Internacional do Filme Documentário de Hiroshima/Japão;

PRÊMIOS DESTAQUE em mais dois festivais nacionais. Da participação em festivais nacionais surgiu o embrião para a criação do CINEMA ITINERANTE.

Conforme Gastal:
"As sucessivas revoluções tecnológicas da sétima arte, a introdução do som e da cor, por exemplo, ao longo do século XX, foram motivo para que empresários sucumbissem".
Da mesma forma, o surgimento da televisão e sua demanda afetará o lucro dos empresários da área. 
Assim, muitos donos de cinemas quebraram, pondo fim às salas afastadas do Centro.

Em 1979 O Ponto de Cinema cria um circuito de exibições/ palestras sobre a história do cinema em conjunto com a Secretaria de Educação do Estado do RS.


Em 1980 O Ponto de Cinema realiza a versão sonora com tradução de inter-títulos do clássico do expressionismo, “NOSFERATU” de F.W. Murnau. Participaram do trabalho Wilson Spohr e Claudio Ott. O filme viria a ser exibido em Porto Alegre para centenas de pessoas e foram realizadas duas sessões no Cineclube Bixiga/SP (1982).
Lançou com sucesso filmes gaúchos; estreou nacionalmente “MISSA DA TERRA SEM MALES”.
Revelou ao público gaúcho que a apresentação de mestres do cinema e filmes do cinema gaúcho interessavam, e podiam fazer sucesso.

Depois de um ano no Centro Municipal de Cultura, passamos outro ano no Teatro de Câmara agregando além do sábado e domingo, também as segundas. Tudo de modo a não perturbar as peças de teatro que eram encenadas antes e depois das sessões de cinema.

Nos anos subseqüentes passou-se a exibir filmes nos mais inusitados locais de Porto Alegre:
ASSEMBLÉIA LEGISTATIVA,
INTITUTO GOETHE,
SENAC,
INSTITUTO DE ARTES, entre outros.


O Golpe Fatal 
Shopping Center

Em 1980 Inicia o projeto para o primeiro Shopping Center de Porto Alegre o Iguatemi, isto é Golpe Fatal para os cinemas de rua em Porto Alegre, em pouco tempo todos irão desaparecer.
***
Em 1982 Passa a trabalhar de forma itinerante, o Ponto de Cinema promove ciclos e mostras lança com sucesso em diversas capitais (em SP no MASP, reunindo mais de 2 mil pessoas) e cidades do RS e SC o documentário “STAMPING GROUND” sobre o festival de rock de Rotterdam que reuniu bandas como Pink Floyd, Santana, T. Rex, Jefferson Airplane, entre outros. O filme foi visto por mais de 20 mil pessoas.

Em 1983 É criado o PONTO DE CINEMA-CINEMATECA GAÚCHA, que é a primeira cinemateca do Rio Grande do Sul e um dos maiores acervos privados do Brasil com mais de 2 mil exemplares.
Filmes sem registro em vários países fazem parte deste acervo como alguns exemplares: Argentina, SONO FILM, “TANGO”, o primeiro filme sonoro daquele país;
Japão, o primeiro filme colorido, “A VOLTA DE CARMEN” de Keisuke Kinoshita,
EEUU, o primeiro filme realizado por Orson Welles, “HEARTS OF AGE”;
Além de clássicos filmes de Ingmar Bergman, Visconti, Robert Wise, Fritz Lang, Masaki Kobayashi, Heinoske Gosho, Kaneto Shindo, Irmãos Taviani, Claude Lelauch, Jacques Becker, William Wyler, Nicholas Ray, Alfred Hitchcock, Max Ophüls, Roman Polanski, Costa-Gavras, Irmãos Lumière entre outros.

Em 1983 Inaugura o Shopping Center Iguatemi, o primeiro grande shopping center de Porto Alegre, com quatro salas de cinema, assim começa uma nova etapa para os cinemas em Porto Alegre, o fim dos cinemas de calçada  e o inicio das salas de cinema menores em endereço fechado, os shoppings.
O shopping Iguatemi inaugurou sem sala de cinema que só se instalaram as primeiras 4 salas em 1993.

Na inauguração em 1983

Em 1986 Em conjunto com o SESC - Serviço Social do Comércio de Porto Alegre cria o Ponto de Cinema SESC, um cinema de 300 lugares, que funcionava semana sim semana não.
Durante seis anos produziu eventos que marcaram a vida cultural de Porto Alegre, tornando-se notícia nacional diversas vezes pelo ineditismo como a apresentação de um filme inédito do acervo, “HEARTS OF AGE”, de Orson Welles.

Em 22.04.1987 Inaugura a Sala Redenção – Cinema Universitário no prédio da antiga Biblioteca Central da UFRGS. Com uma programação constante de mostras e ciclos temáticos, a sala foi pensada para ser um espaço alternativo de projeção de filmes  aliados tanto à reflexão como a debates e aprendizados através da integração entre cinema, cultura, educação e artes. 
A sala se propõe também a resgatar os grandes clássicos do cinema mundial, exibir produções realizadas em diferentes países, além de reservar um espaço significativo para a projeção de filmes brasileiros. 
A Sala Redenção é um espaço de integração das diferentes áreas do conhecimento, buscando despertar no público o gosto estético aliado ao enriquecimento cultural - Av. Paulo Gama, 110 • Campus Central da UFRGS.



Em Abril de 1992 Um incêndio destruiu totalmente o Ponto de Cinema/SESC.

Até esta data o Ponto de Cinema contabilizava 1.250 filmes exibidos, sendo que destes, 40% eram inéditos, numa média de 23 semanas ao ano chegou ao recorde de 33 mil espectadores e um mínimo de 25 mil.

Em 25.05.1999 Inaugura a Sala P. F. Gastal, Av. Pres. João Goulart , 551 – Centro, é o primeiro cinema da Secretaria Municipal da Cultura de Porto Alegre, localizada no terceiro andar da Usina do Gasômetro, tem 118 lugares e está equipada com um projetor de última geração, da marca alemã Kinoton, com capacidade de exibir filmes tanto na bitola de 35mm quanto na de 16mm.
Contando ainda com som Dolby Stéreo e ar condicionado central, é um cinema que oferece ao espectador conforto e qualidade de projeção, a sala possui poltrona de tamanho especial destinada a obesos, funciona de terças a domingos.
A programação da sala é montada em torno de três linhas básicas de trabalho:
a) Lançamento de filmes brasileiros e produções de cinematografias alternativas,
b) Realização de ciclos,
c) Programação infantil.



Sala P. F. Gastal
*************************
Porto Alegre, ainda tem cinema de Rua.

Em 1993 É inaugurada a Sala Norberto Lubisco na Casa de Cultura Mario Quintana.

Na Sala Norberto Lubisco ainda é possível a experiência estética de uma sessão tradicional de cinema, em película, com o algum barulho do projetor ao fundo, com as portas de saída para a calçada da Rua da Praia (rua dos Andradas).





Sala Eduardo Hirtz, Casa de Cultura Mario Quintana, Travessa dos Cataventos, ala leste.
Sala com 98 lugares.
A sala presta uma homenagem ao antigo cinema Cacique, exibindo reproduções dos índios guaranis de Glauco Rodrigues
Os desenhos, criados para a antiga sala cacique, foram reproduzidos pelo designer Leandro Selister.


 Eduardo Hirtz (Duisburgo/Alemanha, 7/4/1878 – Porto Alegre, 23/2/1951)
O cineasta veio para Porto Alegre em 1908, atuando na área cinematográfica do Estado até a sua morte. Pioneiro da cinematografia gaúcha, Eduardo Hirtz produziu e dirigiu, em 1909, o primeiro filme de ficção do Estado, o curta Ranchinho do Sertão. Também trabalhou com exibição e distribuição de filmes, sendo dono de salas como o Cinema Recreio-Ideal, o Cinema Coliseu e o Cine-Theatro Apolo.

Em 02/12/1993 Realiza o 1º FESTIVAL INTERNACIONAL DE DESENHO ANIMADO E ANIMAÇÃO DE LAJEADO-RS, durante três dias reuniu uma multidão e de forma inédita no País realiza este evento ao ar livre com o julgamento do público espectador dos cerca de 40 filmes do Brasil, França, Alemanha, EUA, Japão, Inglaterra e Polônia.

Depois de dois anos após o incêndio, após a mudança de diretoria do SESC, o contrato não foi honrado.
Tentou-se em vão viabilizar a construção de um CENTRO CULTURAL GUION em uma casa no bairro Auxiliadora mas foi frustrado pela Secretaria Municipal do Planejamento, que mesmo com o apoio dos moradores vetou o projeto.

Em 22/06/1995 Construiu com recursos próprios o GUION CENTER CINEMAS, complexo composto de três salas de exibição (+) o CAFÉ GUION e o GUION CD'S, loja especializada em trilhas, jazz, world music, música popular gaúcha, enfim cd's selecionados.

O nome GUION, ao contrário do que muitos imaginam não teve inspiração na palavra espanhola Guión, que é roteiro de cinema, mas sim uma homenagem a um amigo japonês que faleceu no momento exato em que se concordava com a sua sugestão ao Centro Cultural da Auxiliadora.
“GION” é um bairro tradicional da cidade japonesa de Kyoto, originalmente desenvolvido na Idade Média, em frente ao Templo Yasaka. O bairro foi construído para acomodar as necessidades dos turistas e visitantes ao santuário.
No bairro é famoso o Gion Matsuri, um festival que ocorre no mesmo período da inauguração do Guion.

Qualificados, os Cinemas Guion logo atraíram a atenção do público pela sua programação selecionada, notadamente de filmes da América Latina:
(Argentina, Chile, México, Cuba, Peru, entre outros)
Europeus:
(franceses, italianos, espanhóis, alemães, ingleses, russos, etc.)
E de cinematografias menos conhecidas:
(Japão, Coréia do Sul, Índia, de países africanos, Austrália).

As salas inéditas (no Brasil):
- Pela utilização de tecido nas poltronas;
- Pelo sistema inédito de som implantado em conjunto com a SELENIUM (fábrica de alto-falantes) que é a construção de caixas de concreto para o sub-woofer de 1300 litros cada, o que dá um grave surpreendente;
- Pela reserva de ingressos por telefone;
- Pela bilheteria aberta com comunicação direta;
- Pela proibição de entrada na sala com bebida, pipoca ou comida e após 15 minutos do inicio do filme;
- Pela projeção com lâmpadas de 2500 Watts ao contrário das fracas 2000 watts utilizadas até hoje o que garante a luminosidade ideal para o filme.

Transformou em sucesso filmes rejeitados, como:
“VÁ AONDE SEU CORAÇÃO MANDAR” (Va Dove Ti Porta il Cuore) de Cristina Comencini, filha do grande Luigi Comencini, literalmente um fracasso no Brasil e que ficou 21 semanas em cartaz e fez 25 mil espectadores;
“O CARTEIRO E O POETA” (Il Postino) de Michael Radford, seis meses em cartaz e mais de 50 mil espectadores,
“DANÇA COMIGO” (Shall We Dance?) de Masayuki Suo, 27 semanas,
E o recorde de “TUDO SOBRE A MINHA MÃE” (Todo Sobre Mi Madre) de Pedro Almodóvar, com 32 semanas em cartaz.


Em 26/03/1996 Carlos Schmidt do Ponto de Cinema recebe por relevantes serviços prestados à comunidade de Porto Alegre a MEDALHA CIDADE DE PORTO ALEGRE.

Em 26/05/1997 Carlos Schmidt do Ponto de Cinema recebe o TROFÉU DESTAQUE EM CULTURA, conferido pelo Jornal do Comércio de Porto Alegre.


Em 28/06/1996 Dotou a sala principal, Guion Center 1, de projetor importado dos EUA.

Em 08/08/1997 Inaugura o Guion Sol, com duas salas de exibição dotadas de calefação, poltronas em tecido italiano, equipamento de projeção importado dos EUA e som digital DTS, um cinema que se transformou em referência no País por seu design e qualidade de som e projeção. 

Em 1999 No prédio do antigo cinema Vitória reabre as salas:
Cine Vitória 1 (198 lugares),
Cine Vitória 2 (146 lugares).
As salas ocupam a sobre loja do antigo cinema Vitória, a entrada é pela nova galeria Vitória que liga a av. Borges de Medeiros com a Rua 24 Horas.
Em 2009 o antigo cinema é uma loja de material elétrico.

Cine Vitória 1 e 2

Antiga entrada principal do cine Vera Cruz e Cinema Vitória

Em Março de 1999 Dá início ao PROGRAMA DE FIDELIDADE CINE GUION, um processo inédito em cinemas, que deu prêmios e brindes além de outras vantagens como viagens a PARIS, BUENOS AIRES, MADRID, NOVA IORQUE, RIO DE JANEIRO.

Cine Áurea avenida Julio de Castilhos, nº ?, Centro, a entrada do prédio mudou-se para a rua lateral, rua Vigário José Inácio.
Nota:
1) Apresentação de filmes pornográficos e shows de sexo ao vivo.

2) Em funcionamento 2009.



Cine Atlas, avenida Julio de Castilhos, nº 450, Centro.
Notas:
1) Apresentação de filmes pornográficos e shows de sexo ao vivo.

2) Em funcionamento 2009.



Século XXI

Cinemas de Porto Alegre
Início do Século XXI

AeroGuion - primeiro aeroporto do Brasil com salas de cinema (3 salas) 
Aeroporto Internacional Salgado Filho - Fone: 51 3358.2620

Arcoíris Boulevar - Av. Assis Brasil, 4320. Assis Brasil Strip Center - Fone: 51 3344.1483

Center - Av. João Pessoa, 1831. Shopping João Pessoa - Fone: 51 3223.4158

Cinemark - Bourbon Shopping Ipiranga, Av, Ipiranga, 5200. Fone: 51 3299.0850

Cinemark - BarraShoppingSul - Av. Diário de Notícias, 300. Fone: 51 4003.4171

Cinesystem - Shopping Total - Av. Cristóvão Colombo, 545. Fone: 51 3314.7740

Arcoíris Bourbon Assis Brasil - Av. Assis Brasil, 164. Fone: 51 3362.3608

GNC Lindóia - Av. Assis Brasil, 3522. Fone: 3299.0505

GNC Moinhos - Moinhos Shopping - Rua Olavo Barreto Viana, 36. Fone: 51 3299.0505

GNC Praia de Belas - Shopping Praia de Belas - Av. Praia de Belas, 1181. Fone: 51 3299.0505

Cine Iguatemi - Av. João Wallig, 1800 - Shopping Iguatemi. Fone: 51 3299.0033

Arcoíris Rua da Praia Shopping - Rua dos Andradas, 1001. Fone: 51 3286.7701

Salas Paulo Amorim, Eduardo Hirtz e Norberto Lubisco - Rua dos Andradas, 736 - Casa de Cultura Mário Quintana. Fone: 51 3221.7147

Sala P. F. Gastal - Usina do Gasômetro - Av. João Goulart, 551. Fone: 51 3212.5928

Sala Redenção - Campus Central da UFRGS - Av. Paulo Gama, 110. Fone: 51 3316.3034

Cine Santander - Av. Sete de Setembro, 1028. Fone: 51 3287.5500

Unibanco Arteplex - Av. Túlio de Rose, 80 - Shopping Bourbon Country. Fone: 51 3299.0624

Arcoíris Vitória - Av. Borges de Medeiros, 475. Fone: 51 3212.3474

Em 2001 Inaugura o Cine Santander no prédio tombado do Santander Cultural, rua Sete de Setembro, 1028.


Em Março de 2001 O Cine Guion instala o sistema inédito no Brasil de som DOLBY DIGITAL 650.

Cine Apolo rua Voluntários da Pátria, 615, Centro, quase ao lado do viaduto da Conceição.
Notas:
1) Apresentação de filmes pornográficos.

2) Fechado em 2009.

Ao lado da galeria Santa Catarina

Atual Loja Galego
***
Em Novembro de 2004 Inaugura o AeroGuion, o primeiro cinema de Aeroporto do Brasil e da América Latina, no Aeroporto Internacional Salgado Filho
avenida Severo Dullius, 90010 - bairro São João
Porto Alegre - RS - 90200-310
Telefone: 51 3358 2620 


Com 3 salas de cinema:
AeroGuion 1 (165 lugares) dolby stereo
acesso e localização para deficientes e obesos - ar condicionado
AeroGuion 2 (165 lugares) dolby stereo
acesso e localização para deficientes e obesos - ar condicionado
AeroGuion 3 (126 lugares) dolby stereo
acesso e localização para deficientes e obesos - ar condicionado




BOMBONIERE:
Café Guion - Bar e Cafeteria.
Guion Cd's - cd's de trilha e souvenirs de cinema.

ESTACIONAMENTO:
Na compra de um ingresso 6 horas gratuitas.

Uma visão de Porto Alegre em vôo de pássaro, tendo como primeiro plano aviões clássicos como o Junkers e o DC-3, é o tema do painel que o artista plástico gaúcho Eduardo Vieira da Cunha criou para o novo cinema AeroGuion, do aeroporto Salgado Filho. O artista diz que escolheu certos modelos de avião importantes no salto qualitativo do transporte de passageiros na história da aviação, e que se destacaram na elegância das linhas. Tudo isso para mostrar uma pequena história da relação da cidade de Porto Alegre com a aviação, história essa que já tem quase 80 anos.

Painel

O artista diz também que se sentiu completamente à vontade em pintar o painel, que tem 4,60m de comprimento. Isso porque os aviões já eram temas recorrentes na iconografia de sua pintura há muito tempo, caracterizada pelo uso de cores contrastadas. A escolha de uma visão aérea associa as viagens e deslocamentos, chegadas e partidas.
Para o pintor, a idéia de trânsito, de renovação, de projeção e de simultaneidade de imagens, une os conceitos de viagem e de cinema em um nível de aspiração e de sonho, que procurou ser representada também na execução da pintura.

A arquiteta paulista Andréa Kanazawa, encarregada do projeto do Café Guion, junto ao cinema, coube traduzir o charme dos cafés das esquinas portenhas e que tem o mesmo cuidado e qualidade do já tradicional Café Guion do Centro Comercial Nova Olaria.

Em Junho de 2009 Encerra as atividades do Guion Sol, no Strip Center  na zona sul da capital, depois de 12 anos de atividades.

Em Junho de 2009 Inaugura o Guion Arte com a exposição “14 ANOS, 14 AMIGOS”, uma espaço para apoiar as artes visuais gaúcha, nacional e internacional.

Em Setembro de 2009 No cine AeroGuion a tradicional combinação cinema e M&M’S® da Mars passa a ter ainda mais cor e diversão em Porto Alegre, o AeroGuion, localizado dentro do Aeroporto Salgado Filho recebe a nova sala MeM'S®, o melhor lugar para quem quer curtir um filme enquanto aproveita todo o ambiente de cores e diversão que só os chocolates mais famosos do mundo poderiam proporcionar.

Platéia MM

Em Outubro de 2009 Dá início a reforma do Guion Center 1 e 3, introduzindo um inédito espaço de 2 metros entre um espaldar e outro, além de proporcionar a locação de pufes para o descanso dos pés e poltronas com 73 cm de largura.

Em 15 de Outubro de 2009 Inaugura o CineBancários na sede do Sindicato dos Bancários de Porto Alegre, a sala é equipada com ambiente com ar climatizado, 81 poltronas, dois lugares para cadeirantes, projetor Multimídia com sistema Blue Ray, projeção 35mm, som Dolby Digital 5.1, palco Multiuso. - Rua General Câmara, 424 - Centro | 51-34331200


Platéia

Em 22 de julho de 2010 Uma péssima notícia para os cinéfilos de Porto Alegre.
Depois de seis anos mais uma sala de cinema é fechada em Porto Alegre o AeroGuion, cinema instalado no Aeroporto Internacional Salgado Filho.

O diretor dos cinemas, Carlos Schmidt, diz que a Infraero não se interessou em renovar contrato, pois instalará salas no local.

O superintendente da Infraero, Jorge Erdina, ressalta que há uma necessidade de aumentar a área de check-in, canais de inspeção e salas de embarque para a ampliação do aeroporto.

Segundo Carlos Schmidt, o contrato inicial previa cinco mais cinco anos.
"Cumprimos os cincos anos e depois, sob pretexto de ampliação, renovamos para um ano, renovável por mais quatro. Em dezembro, a gerência comercial nos alertou do término do contrato em 22 de julho de 2010".

Em Maio de 2012 No início do mês a rede GNC Cinemas inaugurou moderno espaço de entretenimento no Praia de Belas Shopping (avenida Praia de Belas, 1181 – Praia de Belas), em Porto Alegre.
O empreendimento foi o primeiro shopping a contar com salas de exibição no Rio Grande do Sul, mantendo uma parceria com a GNC Cinemas desde a inauguração, em 1991
Agora, com o novo complexo instalado no 3º piso, coloca à disposição do público as últimas tecnologias na área do entretenimento.

Sala modelo All Stadium

Tecnologia de Ponta
As seis salas de exibição, sendo duas com "tecnologia 3D", foram construídas no modelo “all stadium” (platéia com inclinação) e telas “Perlux” (importadas da Inglaterra), que refletem a imagem com maior luminosidade.
As salas têm som dolby digital com bi-amplificação e sistema de antenas para captação de sinal exclusivo, permitindo a exibição de outros conteúdos ao vivo, como óperas, shows e eventos esportivos, inclusive em formato 3D.
No total, são 1.700 poltronas com design europeu e assentos e braços mais largos que garantem o conforto dos espectadores.
O complexo tem cinco salas com 250 lugares e uma maior, com capacidade para acomodar 450 pessoas.
O novo espaço ocupa uma área de 5 mil metros quadrados e oferece serviços diferenciados ao público, como totens de auto-atendimento que permitem o pagamento dos ingressos com cartão de crédito/débito, e bilheterias informatizadas para a venda de bilhetes com lugares numerados.
Além disso, o foyer possui uma ampla e confortável área com bomboniers.
O complexo ainda é totalmente adaptado para pessoas com necessidades especiais.

Priscila Barreto Consultoria em Comunicação  
Fotos : Sérgio Souza e Fernanda Davoglio

- Em breve as salas de cinemas atuais em Porto Alegre, e muito mais. Aguarde. Obrigado.

The End
O Fim
Fim

Volte Sempre!

Consultas e textos adaptados:

Carlos Adib
Independente
A Federação
Correio do Povo
Jornal do Comércio
Zero Hora
Particulares:
Anderson D'Onofrio França
Blogs
Sites
Ronaldo Fotografias